Arquivo da tag: vegetais

Hidropônicos

Por: Rosane Cincinatus – Nutricionista

Bora lá pessoa
Espero que de hoje em diante não comprem mais verduras hidropônicas

🍀A Hidroponia é uma técnica bastante difundida em todo o mundo e consiste em um cultivo no qual o solo é substituído pela água.
Mas será que é só água mesmo
Muitas vezes matérias veiculadas na mídia levam a esse entendimento e acabam promovendo uma confusão para o consumidor, que acredita que os alimentos hidropônicos são isentos de substâncias químicas. Na verdade, utiliza-se uma solução nutritiva que contém os elementos minerais indispensáveis ao crescimento vegetal. Consiste numa solução aquosa enriquecida com sais, dentre os quais se destacam os NITRATOS, compostos que quando ingeridos em quantidades elevadas podem provocar consequências à saúde.

A elevação dos teores de nitrato (NO3-) nos alimentos é um fator preocupante, principalmente naqueles de consumo in natura, como hortaliças e frutas, que tendem a acumular o nitrato nos seus tecidos.

🌿Mais de 5 a 10% do NO3- ingerido na alimentação é convertido a nitrito (NO2-) na saliva bucal ou por redução gastrintestinal.
Esse nitrito pode se combinar com aminas para formar nitrosaminas, que são MUTAGÊNICAS E CANCERÍGENAS, podendo causar então câncer gastrointestinal.🤬😡😳😱

🌿O nitrito é passado ao lactente através do leite materno. Lactentes de até três meses de idade, que nessa fase são deficientes na enzima redutase da metahemoglobina (RM) e do cofator NADH, podem chegar à morte por asfixia, processo denominado de “síndrome do bebê azul”.🍼🥛🍼 💣💣

🌿Os teores de nitrato em vegetais considerados aceitáveis para o consumo humano não são estipulados nas leis brasileiras, pois o Brasil ainda não elaborou uma legislação para estabelecer os teores máximos de nitrato na massa fresca dos vegetais. 🤬😡😳😱

🌿Substâncias nitrogenadas, em especial os nitritos, são utilizados não só como nutrientes em plantações, mas também como conservantes em alimentos. Isso acaba por aumentar a exposição das pessoas aos riscos da formação de nitrosaminas, que são capazes de se ligar ao DNA e provocar alterações que podem culminar em câncer. O interessante é que uma dieta rica em compostos sulfurados, fenólicos e em vitamina C pode inibir a formação dessas nitrosaminas, sendo uma medida eficaz de prevenção

E aí Vamos pegar os folhosos cultivados na terra
Temos maneiras de reduzir os agrotóxicos!! E também temos a possibilidade de comprar os orgânicos!

Pegue aquela verdura feinha, pequena, furadinha
#ficaadica 🥙🥗🥦🍃

O Poder das Crucíferas

Por : Rosane Cincinatus Nutricionista

Indol-3-Carbinol, um fitonutriente promissor na prevenção e no tratamento do câncer😱
👇👇👇👇
Antes da publicação do genoma humano, acreditava-se que a genética comandava a biologia humana, acreditava-se que estávamos indefesos e presos a nossa genética, a nossa hereditariedade. Se por acaso viéssemos a nascer em uma família com históricos de câncer de mama, próstata, etc, estaríamos “condenados” a esta ou aquela doença.

Felizmente depois da publicação do genoma humano, ficou claro que quem dirige a biologia humana não é a genética, e sim, a epigenética, nutrigenética. Mesmo que uma pessoa possua o gene do câncer, através da intervenção da nutrigenética, é possível silenciar a expressão gênica desse câncer, impedir que ele venha a se manifestar de forma maléfica.👏👏👏

Seja através da suplementação isolada da substância Indol-3-Carbinol, ou através da constante ingestão de alimentos funcionais da família das crucíferas como brócolis, couve-flor, couve de bruxelas, repolho, nabo.

Diversos estudos e pesquisas científicas, inclusive randomizados e duplo-cego vêm demonstrando a eficácia da quimio-prevenção através de fitonutrientes que estão presentes nos alimentos funcionais da família das crucíferas.

O Indol-3-Carbinol é um fitonutriente que possui diversas propriedades, das quais, as principais são: agir como agente antitumoral, anti-inflamatório, antineoplásico e antioxidante.

Os indóis quando entram em contato com os ácidos gástricos (para isso acontecer você não pode ter hipocloridria!!🤔), é convertido em 3,3’-diindolilmetano, que possui ação comprovada na prevenção do câncer, pois promove o aumento da apoptose (morte) celular nas células cancerígenas, além de inibir e parar o crescimento de linhagens tumorais.Os vegetais crucíferos quando em ebulição de 9 a 15 minutos podem perder até 59% dos glicosinolatos totais, desta maneira a melhor forma de aproveitar ao máximo os glicosinolatos é comê-los cru, ou cozinhando-os no vapor, onde estas perdas são reduzidas se comparado a fervê-los na água. Contudo, cozinhar vegetais crucíferos ao vapor por muito tempo ou utilizando micro-ondas em alta potência, podem acabar inativando a enzima que é responsável pela catalisação da hidrólise de glicosinolatos. Mesmo assim, nossas bactérias presentes na microbiota intestinal, (não podemos ter disbiose!!😱), são capazes de realizar esta quebra, porém de forma substancialmente reduzida.
Fica claro mais uma importante função da microbiota intestinal e o quanto devemos cuidar dela!!!!