Arquivo da tag: Combate e prevenção

importância da desintoxicação na prevenção e tratamento de doenças

Por: Dr. Juliano Pimentel

Desintoxicação

A desintoxicação visa ajudar o corpo a se livrar de toxinas. Claro, o corpo humano possui muitas vias naturais de desintoxicação através do fígado, urina, suor e fezes.

Embora seja um processo complexo, o fígado neutraliza substâncias tóxicas e depois as libera do corpo.

Isso ajuda na recuperação e manutenção dos órgãos do corpo, apoia a função do fígado, e proporciona um “impulso” de micronutrientes importantes.

As dietas de desintoxicação vêm em muitas formas, embora a maioria envolva algum tipo de jejum e são seguidas por um período de reeducação alimentar.

Alguns incluem smoothies, suplementos, ervas, sucos e chás.

Ela ajuda você a cortar alimentos processados ​​e inflamatórios, açúcar refinado, álcool e alguns outros alimentos e bebidas que fazem parte da dieta padrão, isso é incrivelmente eficaz para a desintoxicação.

Os médicos Naturopathic (NDs) nos Estados Unidos, usam regularmente dietas à base de alimentos e dietas de desintoxicação para tratar e apoiar uma variedade de condições médicas. (3)

A desintoxicação pode reverter os sintomas de determinadas doenças e a transformar a sua vida.

O fígado, intestino delgado, rins e cólon são os principais órgãos envolvidos no sistema de desintoxicação do corpo.

O Que Faz A Desintoxicação

Veja alguns benefícios que você receberá, ao desintoxicar o organismo.

  1. Elimina Toxinas

Muitos especialistas em saúde concordam que a carga tóxica (a quantidade de toxinas que o corpo é capaz de lidar) é responsável por uma quantidade considerável de doenças. E, quando você desintoxica o seu organismo, você o livra dessas toxinas.

Comprar produtos orgânicos (frutas e vegetais), juntamente com carne orgânica alimentada com capim e peixe selvagem, diminui seriamente a quantidade de toxinas que você toma no dia-a-dia.

  1. Aumenta A Energia Ao Longo Do Dia

Ela pode aumentar a disposição e energia durante o dia.

  1. Reeducação Alimentar

O objetivo número um da desintoxicação é a reeducação alimentar. Pode incentivar você a melhorar as escolhas alimentares.

Ela ajuda a cortar alimentos tóxicos, e optar por alimentos mais saudáveis a longo prazo.

  1. Ajuda a Controlar A Compulsão

É um mito que a compulsão é controlável ​​apenas com o poder da vontade.

A verdade é que a compulsão alimentar é baseada em desequilíbrios hormonais, e precisam ser abordados e controlados como tal.

Os desejos influenciam significativamente a compulsão alimentar e o ganho de peso, e um plano de desintoxicação inteligente pode ajudar a minimizar ou a eliminar essa compulsão. (6)

  1. Evita O Vício Alimentar

Os alimentos industrializados e processados riam uma onda de dopamina, que é liberada no cérebro (da mesma forma que a cocaína, por exemplo).

Para os indivíduos com um alto nível de receptores de dopamina, podem se tornar viciados em comida, assim como eles ficariam viciados em drogas.

A desintoxicação que se concentra na eliminação de alimentos, e produtos químicos aditivos pode ajudar a evitar o vício alimentar.

Caso sinta dificuldades com a compulsão alimentar ou outros distúrbios alimentares/emocionais, busque ajuda médica.

  1. Micronutrientes Necessários

deficiência de micronutrientes é uma das principais causas de doença e até mortalidade.

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) aponta alguns dos links mais comuns; como a deficiência de ferro e anemia, deficiência de iodo e condições da tireoide, deficiência de vitamina A, doença ocular degenerativa, deficiência de zinco, doenças respiratórias e outras condições imunes.

Ao se submeter a uma dieta centrada em alimentos e bebidas densas em nutrientes, você estará garantindo que seu corpo obtenha as vitaminas, minerais, fitonutrientes e antioxidantes necessários para uma saúde ideal.

Além disso, muitos micronutrientes são absolutamente necessários para que as vias de desintoxicação dos corpos funcionem corretamente.

  1. Gerencia O Estresse

Um estudo publicado em Endocrinologia Clínica, encontrou uma ligação entre níveis elevados de cortisol e doença hepática gordurosa.

cortisol é nosso principal hormônio do estresse liberado em tempos de estresse agudo e crônico, e quando os níveis são superiores ao normal durante um longo período de tempo; isso pode causar uma série de problemas, incluindo a diminuição da função hepática.

Com a desintoxicação do organismo, você ajudará a regular os níveis de cortisol para gerenciar o estresse.

O aumento da energia, a diminuição da compulsão e os baixos níveis de estresse, são alguns dos motivos para começar uma dieta de desintoxicação.

Metais Pesados

Sintomas 

Níveis elevados de exposição a 23 metais ambientais considerados “metais pesados”, como chumbo, mercúrio, alumínio e arsênico, podem causar toxicidade aguda ou crônica.

Resultando em danos na função mental e nervosa, prejudicando também os órgãos vitais.

A exposição a longo prazo pode levar a processos degenerativos físicos, musculares e neurológicos.

Alguns dos sinais de aviso mais comuns, que você está lutando com a toxicidade de metais pesados ​​incluem:

– Fadiga crônica;

– Doença autoimune;

– Problemas neurológicos;

– Dificuldade para se concentrar;

– Depressão, bipolaridade e ansiedade;

– Demência;

– Insônia;

– Gosto metálico na boca;

– Vômito;

– Dificuldade ao respirar;

– Tosse excessiva;

– Gengivas inchadas e com sangramento.

Danos pulmonares permanentes e morte, podem ocorrer dependendo da quantidade de mercúrio que tenha sido inalado. Danos cerebrais a longo prazo também são possíveis.

Como Limitar A Ingestão 

Se você deseja limpar os metais pesados ​​e outros produtos químicos do corpo, é importante seguir uma dieta de desintoxicação e outras medidas para livrar seu corpo de toxinas.

1- Reduzir Exposição

Se você sabe que tem níveis elevados de metais no organismo, você precisa limitar a sua exposição.

Parar de comer peixes e outros alimentos com níveis elevados de metais e optar por outras opções de proteína livre de metais pesados; faça isso com orientação médica.

Quando se trata de mercúrio encontrado no peixe, por exemplo, é aconselhável que as mulheres que desejam engravidar, grávidas, as mães que amamentam e as crianças a não comerem peixes com alto teor de mercúrio e a comer quantidades limitadas de peixes e crustáceos..

2-Terapia Quelante

terapia de quelação é outra opção quando se trata de desintoxicação de metais pesados.

O tratamento com quelatação com ácido etilenodiaminotetracético (EDTA) foi desenvolvido e utilizado na década de 1950 para o tratamento de envenenamento por metais pesados, para eliminar os metais pesados ​​comuns, incluindo chumbo, mercúrio, cobre, ferro, arsênio, alumínio e cálcio.

A terapia envolve uma solução química chamada EDTA, que é administrada no corpo – normalmente injetado diretamente na corrente sanguínea; para que possa se ligar com excesso de minerais.

Uma vez ligado a toxinas no corpo, EDTA ajuda na desintoxicação (4).

3- Dieta Detox

– Alimentos ricos em vitamina C: Frutas e vegetais ricos em vitamina C podem reduzir os danos causados ​​pela toxicidade de metais pesados, agindo como um antioxidante.

– Coentro e outros vegetais verdes: Coentro e vegetais de folhas verdes como couve, espinafre e salsa são desintoxicantes e podem ajudar a reduzir o acúmulo de metais pesados ​​no corpo.

– Alho e cebola: Estes vegetais contêm enxofre, que ajuda o fígado a desintoxicar-se de metais pesados ​​como chumbo e arsênio.

– Água: Beba no mínimo 2 litros de água por dia para ajudar a liberar as toxinas.

Alimentos Tóxicos 

– Alimentos alérgicos:  Se o seu corpo está lutando contra alérgenos comuns, não será capaz de se desintoxicar dos metais pesados (6).

– Alimentos processados (não-orgânicos): Estes alimentos aumentam a exposição a produtos químicos que pioram os sintomas.

– Alimentos com aditivos: Aditivos são produtos químicos que podem agravar os sintomas de toxicidade e diminuir a capacidade do seu corpo para desintoxicar.

– Álcool: É tóxico para o corpo e pode fazer com que o seu fígado tenha dificuldade para processar outras toxinas.

Organismo Em Movimento

A evacuação regular é essencial para desintoxicação de metais pesados. Isso é importante para você não reabsorver o mercúrio que seu corpo está tentando se livrar.

Ao fazer dieta rica em fibras, beber bastante água e exercitar-se regularmente, você pode evitar a constipação e manter um dos seus melhores processos naturais de desintoxicação ativo.

Embora não haja nenhuma maneira de evitar totalmente os metais pesados na alimentação, tomar alguns cuidados podem reduzir naturalmente a sua ingestão.

Também é importante não se medicar ou fazer mudanças na alimentação sem orientação médica.

E lembre-se, uma desintoxicação verdadeiramente bem-sucedida, é a prova de que que você está entrando em um caminho de mudanças positivas na sua vida!

 

O Câncer e a Cura

Por: GISELI SANTOS·TERÇA-FEIRA, 18 DE ABRIL DE 2017
Pessoal, vamos falar sobre o câncer e a sua possível cura.
Eu não posso dizer que a CURA não existe, pois durante minha vida vi diversas curas e por “n” fatores; vi curas através da FÉ, curas inexplicáveis em quem não possuía fé nenhuma, mas uma imensa força mental, curas através de mudança total de hábitos e dieta, curas com cirurgias, tratamentos convencionais, substâncias químicas e suplementos diversos, etc.
O que é preciso que TODOS entendam é que NENHUM suplemento, substância, vitamina, medicamento, protocolo, dieta e seja lá o que mais existir voltado a tratar o câncer, irá promover a CURA de todos os tipos de tumores ou mesmo a melhora do estado geral do paciente, sozinho como em um passe de mágica e em tempo recorde.
Câncer não é um resfriado e creio que todos aqui sabem disso. É preciso tratarmos deste assunto com a seriedade que ele nos obriga a tratá-lo.
Antes de olhar para o câncer, devemos olhar para o PACIENTE como um todo. O paciente tem um câncer, mas ele é muito mais que isso. Existem muitos outros fatores que precisam ser enxergados e tratados, desde seu estado psicológico até as suas deficiências nutricionais.
Tudo o que existe para tratar o câncer não o curam, salvo raras exceções… o que eles fazem, cada um com sua síntese, é ajudar a combatê-lo junto a demais fatores, quais sejam:
  • os protocolos existentes, indicados por um terapeuta de sua confiança, caso haja necessidade;
  • interrupção de situações que interferem no tratamento como o consumo de açúcares, gordura ruim, carboidratos, refrigerantes, carne vermelha, fumo, álcool, sedentarismo, stress, negativismo, insônia, etc;
  • dieta adequada à finalidade de reposição de vitaminas e minerais que o paciente tenha deficiência e que sejam essenciais ao correto funcionamento do sistema imunológico e do organismo para que ele mesmo, fortalecido, tenha condições de combater o tumor;
  • o paciente precisa entender que não adianta ter uma lista de alimentos que contém as vitaminas e minerais essenciais para ajudar a combater o seu problema. Tão importante quanto saber isso, é saber a forma correta de prepará-los e ingeri-los para que o organismo tenha condições de absorvê-los, para não correr o risco de uma vitamina ou um mineral serem perdidos no preparo, ou mesmo, uma substância anular a outra e esta última não ser absorvida e acabar sendo excretada pelo corpo;
  • também é muito importante que o paciente faça uma avaliação com seu dentista para descobrir possíveis infecções que ficam “escondidas” e atrapalham o tratamento, bem como, tratar infecções existentes em outras regiões ou órgãos. Anemias são extremamente importantes e devem ser adequadamente tratadas;
  • o lado psicológico não deve ser tratado com menor importância, afinal, o cérebro comanda o corpo e a mente deve estar saudável para enfrentar essa maratona. Da mesma forma, é essencial o apoio da família e dos amigos para o sucesso do tratamento.
Em resumo, queridos: não acredite que irá tomar um medicamento ou suplemento e em um mês estará curado. Isso não existe. Assuma o controle da situação e reveja tudo em sua vida. Comece como se hoje fosse o seu primeiro dia de vida. Livre-se de tudo que não te ajuda, tanto em relação ao câncer, quanto em relação à sua vida como um todo. Incorpore em sua rotina tudo o que venha agregar, somar e te ajudar no combate à essa doença, seja fisicamente, emocionalmente e psicologicamente. Tenha sempre amigos por perto que possam te ajudar nesta mudança, que possam te auxiliar a lidar com informações que você não entenda, que pesquisem, que te ensinem, que realmente TE AJUDEM.
E, NUNCA, JAMAIS, tenha medo ou vergonha de perguntar. Estamos aqui para prestar esse auxílio.
Não tome NADA sem o conhecimento do SEU MÉDICO.
Sucesso em seu tratamento e em sua nova vida!!!