Arquivo da tag: suplementos

Mudança de conceitos reforça a importância dos suplementos nutricionais

Comunidade científica passa a ver os suplementos como recursos fundamentais não somente para melhora de desempenho esportivo, como também para promoção de saúde e qualidade de vida

Por: Euatleta

Os suplementos nutricionais têm sido assunto de muitas discussões científicas, como também se constituem em uma fértil área de pesquisa dentro das ciências do esporte. Importantes centros e grupos de pesquisa em todo o mundo têm abordado este assunto em seus projetos nas últimas décadas. Como se trata de uma área que podemos considerar nova, muitas entidades manifestam cautela em preconizar e mesmo estimular sua indicação.

Uma dessas entidades que sempre procurou ser comedida na indicação do uso dos suplementos foi o Comitê Olímpico Internacional (COI). Os pareceres e consensos publicados pelo COI a respeito dos suplementos, até então, foram bastante cautelosos. Cabe lembrar que sempre houve um grande receio do problema da contaminação dos suplementos com substâncias proibidas, o que sem dúvida representava um grande risco para os atletas em decorrência do controle antidopagem, como também um receio de prejuízo para a saúde dos próprios atletas amadores.

Até o Comitê Olímpico passou a reconhecer a importância de suplementar a alimentação — Foto: iStock Getty Images

Até o Comitê Olímpico passou a reconhecer a importância de suplementar a alimentação — Foto: iStock Getty Images

Com o maior e mais rígido controle que passou a existir nas fábricas, e também com o grande número de evidências científicas demonstrando os benefícios dos suplementos, o próprio COI reviu recentemente sua posição. Para este propósito, reuniu em um evento cerca de 25 cientistas pesquisadores da área do mundo todo em Lausanne na Suíça em 2017. Desse evento originou-se um artigo científico publicado em março de 2018 no British Journal of Sports Medicine estabelecendo um consenso sobre os suplementos nutricionais, com a confirmação e mesmo indicação de uso dos principais.

Além disso, o Doutor Ronald Maughan, que pode ser considerado a maior autoridade mundial em nutrição esportiva escreveu um editorial nessa mesma revista, introduzindo a publicação com o título: “IOC Medical and Scientific Commission reviews its position on the use of dietary supplements by elite athletes” (A comissão médica e científica do COI revê sua posição sobre o uso dos suplementos nutricionais para os atletas de elite).

Sem dúvida, estes pareceres reforçam a importância dos suplementos nutricionais, que cada vez mais se mostram recursos fundamentais não somente para melhora de desempenho esportivo, como também para promoção de saúde e qualidade de vida.

*As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do Globoesporte.com / EuAtleta.com.

Mestre e Doutor em Fisiologia do Exercício pela EPM. Membro do conselho científico da Midway Labs, professor e coordenador do Curso de Especialização em Medicina Esportiva da Unifesp e fisiologista do São Paulo FC e coordenador do Departamento de Fisiologia do E.C. Pinheiros. Membro do American College of Sports Medicine. www.drturibio.com. — Foto: EuAtleta

Mestre e Doutor em Fisiologia do Exercício pela EPM. Membro do conselho científico da Midway Labs, professor e coordenador do Curso de Especialização em Medicina Esportiva da Unifesp e fisiologista do São Paulo FC e coordenador do Departamento de Fisiologia do E.C. Pinheiros. Membro do American College of Sports Medicine. www.drturibio.com. — Foto: EuAtleta

Compartilhar:
error0

O que é a tão polêmica FOSFOETANOLAMINA SINTÉTICA?

‎Por: Giseli Santos – Grupo Facebook “Fosfoetanolamina/Suplementos-É seu Direito Saber, É seu Direito Escolher”.

Pessoal, segue uma explicação didática, de forma bem simplificada, para que TODOS entendam. Não adianta usar termos técnicos utilizados em química, biologia, biomedicina ou mesmo, medicina, tendo em vista que pessoas de todas as classes sociais e níveis de instrução procuram ter acesso a esse composto e ninguém é obrigado a entender esses termos, principalmente em uma hora em que precisam de informação rápida e apoio.

ENTENDA O QUE É O COMPOSTO:

Trata-se de um composto elaborado através da sintetização de fosfoetanolamina, cálcio, magnésio e zinco. SIM!!! Mesmo a “fosfo da USP” não era feita só de fosfo (essa informação está no laudo das cápsulas da USP, feita pelo antigo MCTI, foi confirmada pelo Professro Gilberto Chierice no Senado Federal e pode ser confirmada, também, nos pedidos de patente do grupom no site no INPI).

Fosfoetanolamina sozinha tem apenas UM efeito: sinalizar células anormais. Os efeitos que se observam na melhora do quadro são resultantes dos minerais CÁLCIO, ZINCO e MAGNÉSIO em conjunto com ela e é por esse motivo que os AEP´s comuns não têm a mesma eficácia: faltam minerais e esses precisam entrar na suplementação junto aos AEP´s comuns para terem algum efeito.

•FOSFOETANOLAMINA – substância sintética que imita a fosfoetanolamina presente no leite materno, nos músculos longos do corpo e no fígado, responsável por ativar as primeiras reações das defesas naturais do organismo humano. Sinaliza células anormais e transporta os minerais presentes na síntese para o interior das células fazendo com que ocorra a NUTRIÇÃO CELULAR dos quatro elementos presentes. Os outros três elementos são:

•CÁLCIO – Importante mineral cujas principais propriedades são: ajudar no desenvolvimento ósseo, atuar no fortalecimento de nervos e músculos, eliminar pedra nos rins, ajudar a controlar a pressão arterial, auxiliar no tratamento de combate ao câncer de reto, ovário e mama, proteger os músculos do coração e ajudar a tratar doenças cardiovasculares, equilibrar o PH do sangue, prevenir doenças crônicas, ajudar a regular o metabolismo, regular a coagulação, participar de funções neurocelulares, participar da síntese de insulina, ter ação cicatrizante, ativar várias enzimas responsáveis pela digestão de gorduras e metabolismo de proteínas, atuar na regulação e transmissão de impulsos nervosos;

•ZINCO: aumentar a imunidade, atuar na regeneração de tecidos celulares, auxiliar no funcionamento correto dos órgãos do aparelho digestivo, regulação do metabolismo, atuar na função renal, poderoso anti-inflamatório e antioxidante, reduzir o risco de câncer, atuar no equilíbrio hormonal (estrogênio e progesterona), ajustar os níveis de açúcar no sangue ajudando a controlar o diabetes, ajudar a manter a integridade dos vasos sanguíneos, renovar as células do intestino, ajudar a fortalecer os ossos e a proteger o fígado;

•MAGNÉSIO: eliminar calcificações, eliminar o cálcio depositado nos lugares indevidos e transportá-lo para os locais corretos, controlar mais de trezentos tipos de reações químicas do corpo, auxiliar em casos de artrite, artrose, arritmias, ajudar a fortalecer os ossos, regular o metabolismo da glicose no sangue, reduzir o risco de arteriosclerose, diminuir a insônia, prevenir enxaquecas, aliviar os sintomas da fibromialgia, auxiliando nos processos de dor e sensibilidade, ajudar a tratar doenças vasculares, reduzir o risco de AVC, melhorar os sintomas do autismo, melhorar a audição, auxiliar a memória, auxiliar a controlar os sintomas da asma, reduzir espasmos, movimentos involuntários e cãibras.

VOCÊ PRECISA SABER:

OS SUPLEMENTOS SÃO A FOSFOETANOLAMINA ORIGINAL?

• Não. Nenhuma síntese é a “fosfoetanolamina original”. A fosfoetanolamina original é produzida pelo corpo humano, não por Indústrias.

•TODAS AS SÍNTESES que contém fosfoetanolamina, cálcio, zinco e magnésio, SÃO VERDADEIRAS. NENHUMA DELAS É IGUAL À DA USP.

•Os compostos das empresas PDT PHARMA, QUALITY, NEW LIFE, REHABILITE e NUTRIHEALTH NÃO SÃO AEP´s COMUNS e têm, cada uma a sua síntese. Algumas são tão eficazes quanto à da USP, outras são mais eficazes e poucas, muito menos eficazes.

•Se quiser saber quais são as mais eficazes e as menos eficazes, peça RELATOS e EXAMES a quem fornece antes de tomar a sua decisão. Procure os grupos de fosfoetanolamina e veja o que as pessoas que fizeram uso das marcas citadas dizem. Chamem os usuários no privado caso queiram assegurar-se de que não se tratam de “perfis fakes”.

•MUITO CUIDADO com quem tenta te convencer de que só existe UMA síntese verdadeira, que só existe UMA síntese original e que o “resto” é “farinha”. Infelizmente, muitos que acreditaram nesse discurso gastaram o que não tinham para pagarem advogados, sem pedir relatos e exames que comprovassem essa afirmação e, infelizmente, não estão mais entre nós.

•LEMBRE-SE: INFORMAÇÃO É O MELHOR REMÉDIO, PORTANTO, INFORME-SE SOBRE OS SUPLEMENTOS E VEJA, COM SEUS PRÓPRIOS OLHOS E POR SI MESMO, O QUANTO ELES TÊM AJUDADO A MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA DAS PESSOAS.

•Caso tenha dificuldades em encontrar material para pesquisa, podem nos chamar. Temos no GRUPO todos os álbuns de relatos e informações, tanto sobre a substância química produzida pela PDT PHARMA, que dizem ser igual à síntese dos Pesquisadores da USP, bem como, OS ÁLBUNS DE RELATOS dos suplementos citados acima que contam com a SÍNTESE composta de todos os elementos necessários para alcançar a eficácia desejada.

•INFORME-SE! •PESQUISE! •E NÃO DEIXE QUE NINGUÉM LHE ENGANE COM PALAVRAS E PROMESSAS! •PEÇA PROVAS DO QUE ALEGAM!

Para se manter bem informado, inscreva-se no link abaixo, onde há muito material para você pesquisar, COM PROVAS DOCUMENTAIS, e tomar a sua decisão.

https://www.facebook.com/groups/seudireitosaber/

Compartilhar:
error0

O Que é Antioxidante – Alimentos e Suplementos

Por: mundoboaforma.com.br

Sempre ouvimos falar que devemos consumir mais antioxidantes porque eles fazem bem à saúde e previnem doenças, mas será que todos sabem o que é antioxidante? E onde podemos encontrá-los?

Os antioxidantes são substâncias que desempenham diversas funções no organismo, entre elas ajudar a prevenir o envelhecimento precoce e manter a saúde de nossas células. Nosso corpo produz grande parte dos antioxidantes necessários para seu funcionamento, mas às vezes alguns fatores externos exigem uma quantidade maior de antioxidantes, que devem ser obtidos da dieta.

Frutas, verduras e legumes frescos sem resíduos de agrotóxicos são ricos em antioxidantes, e devem fazer parte de uma dieta para minimizar os efeitos dos radicais livres.

Vamos então saber o que é antioxidante e porque devemos acrescentá-lo em nossa alimentação.

Substâncias antioxidantes

O próprio nome já nos ajuda a compreender a função do antioxidante: combater a oxidação que ocorre em nosso corpo. E o que é oxidação? É o processo pelo qual nossas células utilizam oxigênio para converter em energia os nutrientes fornecidos através da alimentação.

Esse processo ocorre naturalmente em nosso corpo a todo instante, mas tem como efeito colateral a liberação de moléculas que são instáveis e que possuem um elétron de carga negativa.

Essas moléculas são os radicais livres, e seu comportamento natural é se ligar imediatamente a outras moléculas ao seu redor, para obter o elétron que está faltando e adquirir estabilidade.

O que acontece então é um efeito cascata, em que uma molécula vai sequestrando um elétron da outra e formando mais radicais livres. Embora esses radicais sejam importantes para nosso corpo, em excesso eles podem danificar nossas células sadias, não só comprometendo suas funções como às vezes também sua estrutura genética.

Felizmente, na maioria das vezes nosso corpo é capaz de produzir os antioxidantes necessários para combater esses radicais livres em excesso e impedir que causem maiores danos. Existem, no entanto, fatores externos que podem causar a formação de um excesso de radicais livres, fazendo com que nosso corpo não consiga dar conta de combatê-los.

Nessas situações, é necessário o consumo de mais antioxidantes através da alimentação ou de suplementos, para evitar os danos dos radicais livres.

Entre os fatores externos que podem causar a formação de um excesso de radicais livres, temos:

  • Cigarro;
  • Excesso de radiação ultravioleta do sol;
  • Álcool;
  • Agrotóxicos;
  • Poluição;
  • Estresse físico e mental;
  • Conservantes e hormônios em alimentos.

E não podemos também nos esquecer de que o próprio processo natural de envelhecimento vai gerando radicais livres ao longo do tempo.

Função dos antioxidantes

Os antioxidantes são responsáveis por estabilizar os radicais livres, impedindo que eles retirem elétrons de outras moléculas e danifiquem as células. Como já dissemos, nosso organismo é capaz de produzir 98% dos antioxidantes de que necessitamos, mas nas situações em que é há um acúmulo de radicais livres, é necessário saber o que é antioxidante diante das fontes externas, alimentares e de suplementos.

Pesquisadores afirmam que o excesso de radicais em nosso corpo está associado ao surgimento de diversas complicações, como inflamações, doenças do coração, Mal de Alzheimer, envelhecimento precoce, artrite, catarata e até mesmo câncer. O papel dos antioxidantes é manter o funcionamento adequando do nosso corpo e evitar que todas essas doenças se instalem como resultado da ação dos radicais livres.

Tipos de Antioxidantes

Agora que já sabemos o que é antioxidante, vamos conhecer alguns nutrientes que têm capacidade de combater os radicais livres e que devem fazer parte de nossa dieta:

– Vitamina C

Essa é uma grande conhecida de nós brasileiros que consumimos muitas frutas cítricas, como a laranja e o limão. Também conhecida como ácido ascórbico, a vitamina C se dissolve em água, o que permite que ela elimine radicais livres em meios aquosos, como por exemplo dentro das células. A vitamina C também trabalha em conjunto com a vitamina E para combater os radicais livres.

A função mais conhecida da vitamina C é fortalecer nosso sistema imunológico, mas ela também atua na produção de colágeno e na absorção de ferro.

– Vitamina E

A vitamina E é lipossolúvel, ou seja, se dissolve em gordura. Essa característica a torna indispensável para proteger as membranas celulares dos radicais livres. Outra função da vitamina E é proteger o LDL (mau colesterol) da oxidação.

– Betacaroteno

Também solúvel em água, o betacaroteno é excelente na remoção de radicais livres em meios com pouca concentração de oxigênio, impedindo que causem danos às células.

Alimentos ricos em betacaroteno podem auxiliar na prevenção de câncer de próstata e do sistema digestivo, além de promover a saúde dos olhos.

– Selênio

O selênio é um caso interessante: trata-se de um mineral que nós devemos consumir em quantidades muito pequenas, mas que sem o qual a vida não seria possível. Esse mineral atua na produção de diversas enzimas antioxidantes, que irão combater os radicais livres.

A quantidade de selênio de que necessitamos é tão pequena que uma única castanha-do-pará já é suficiente para suprir toda a nossa necessidade diária.

– Fitoquímicos

As plantas ficam expostas ao sol o dia todo, e por isso produzem uma grande quantidade de compostos para se protegerem contra os radicais livres que a radiação produz. Esses compostos são conhecidos como fitoquímicos, ou antioxidantes naturais.

Alguns dos principais antioxidantes naturais são os flavonóides, os polifenóis e a isoflavona.

Alimentos ricos em antioxidantes

Alguns alimentos possuem mais antioxidantes que outros, e os tipos de antioxidantes em geral variam com a coloração das frutas e verduras. Para obter todos os benefícios dos antioxidantes, alterne entre os diferentes tipos de alimentos frescos e certifique-se de consumir de 2 a 3 porções desses alimentos todos os dias.

Veja em quais alimentos encontrar alguns dos principais antioxidantes:

– Vitamina C

  • Frutas cítricas: ameixa, acerola, laranja, abacaxi, limão;
  • Morango;
  • Tomate;
  • Brócolis;
  • Batata;
  • Kiwi;
  • Pimentão.

– Vitamina E

  • Azeite;
  • Nozes;
  • Abacate;
  • Azeitonas;
  • Fígado;
  • Espinafre;
  • Tofu;
  • Semente de girassol;
  • Brócolis.

– Betacaroteno (ou carotenóides)

  • Manga;
  • Cenoura;
  • Couve;
  • Abóbora;
  • Batata doce;
  • Damasco;
  • Mamão;
  • Ervilha;
  • Pimentão vermelho e amarelo.

– Selênio

  • Frutos do mar;
  • Arroz integral;
  • Carne vermelha;
  • Pão integral;
  • Frango;
  • Castanha-do-pará;
  • Carne suína.

– Fitoquímicos

  • Isoflavonas: soja, ervilha;
  • Polifenóis: morango, uva, mirtilo (fruta com altíssimo teor de antioxidantes), cereja, amora, cebola, batata, cacau, chá verde, cranberry;
  • Flavonóides: maçã, feijão, frutas cítricas, uva vermelha, chá, tomate

Alimentos que são ricos em outros tipos de fitoquímicos: alho, linhaça, grãos e cúrcuma.

Suplementos 

Para os médicos, o ideal é que os antioxidantes sejam obtidos através de uma alimentação equilibrada e rica em frutas, verduras e legumes. Para eles, nosso organismo pode não absorver adequadamente antioxidantes em grande quantidade, como é o caso dos suplementos.

Para algumas pessoas, no entanto, ter uma alimentação variada pode ser uma tarefa difícil, então pode haver a necessidade de ser fazer uma suplementação com acompanhamento profissional.

Existem diversos suplementos antioxidantes no mercado, sendo alguns à base de goji berry, açaí e cranberry, além dos tradicionais multivitamínicos. Vale lembrar que a maioria não possui comprovação científica de que realmente funcione, então é importante saber realmente o que é antioxidante de verdade no mercado, e estar atento para não pagar caro em um produto duvidoso.

Quantidades recomendadas dos principais antioxidantes:

  • Vitamina E: 100 a 200 UI/ dia;
  • Selênio: 100-200 mcg/dia;
  • Carotenóides: 15.000 UI/ dia;
  • Vitamina C: 250-500 mg/dia.

O selênio pode ser tóxico em quantidades acima de 400 mcg por dia, portanto é importante tomar cuidado com sua suplementação.

Evite os radicais livres

Além de compreender o que é antioxidante, você deve também entender que é importante evitar agentes causadores de radicais livres, como já vimos anteriormente. Algumas dicas são: não se expor ao sol sem filtro solar, não fumar e evitar o consumo de alimentos como frituras e carnes gordurosas, que podem formar radicais livres em nosso corpo.

Beber bastante água, praticar atividades físicas moderadas e manter a mente longe do estresse são algumas atitudes que contribuem para evitar os danos associados aos radicais livres.

Compartilhar:
error0