Arquivo da categoria: Minerais

Selênio: essencial ao bom funcionamento da tireóide

Por: https://www.belezasaudeecorpo.com/

selênio é um mineral que possui uma série de benefícios para o corpo humano. Ele aumenta a resistência do sistema imunológico (fazendo com que o corpo consiga combater as doenças com mais eficiência).

Ele também diminui a probabilidade de ocorrência de doenças cardiovasculares pela sua ação benéfica para o coração.

Outra ação positiva do selênio é a desintoxicação, principalmente no que se refere aos metais pesados.

O sistema reprodutor masculino também é beneficiado pela ação do selênio, pois ele melhora a fertilidade do homem.

Um exemplo de alimento rico em selênio é a castanha-do-pará, que contém até 4000 microgramas de selênio por unidade.

Falando de maneira geral, o selênio colabora na prevenção do câncer, pois seu poder antioxidante tem efeito rápido.

Outros exemplos de alimentos ricos em selênio: farinha de trigo, pão francês, gema de ovo, frango cozido, clara de ovo, arroz, queijo, entre outros.

Para quem procura emagrecer, o selênio ajuda bastante, pois ele atua por meio da glândula tireoide, o que influencia na produção de hormônios. A ingestão controlada e moderada de selênio permite que a tireoide regule o metabolismo do corpo, fazendo o organismo queimar mais gordura em vez de reter. O ganho de massa muscular é outro benefício direto da substância.

Alguns suplementos alimentares que possuem selênio são: super slim x e o turbo slim.

 

Compartilhar:
error0

Medicina ortomolecular: aplicação de DMSO

Por: Andrea Nunes Higashi – Coordenadora de Educação e                                                                                      Pesquisa  Clínica Higashi –                                                                                              Ortomolecular e Nutrologia

 

Entre 1866 e 1867, na Alemanha (Stone, 1993), o químico de nacionalidade russa Alexander Saytzeff Rayton,1986) sintetizou o dimetilsulfóxido (DMSO),produzido pela oxidação do dimetilsulfureto, proveniente de alguns processos biológicos naturais, inclusive no repolho. Saytzeff descreveu sua notável capacidade como solvente em altas temperaturas, a qual foi industrialmente utilizada a partir da década de quarenta e como suplemento alimentar.

No início de 1960, o DMSO foi introduzido como substância medicinal também (Briton, 1982; Brayton, 1986). O DMSO tem ação anti-inflamatória e age como antioxidante (eliminador de radicais livres que se agregam no local da lesão). Foi também, o primeiro anti-inflamatório não-esteróide descoberto desde a aspirina.

Pesquisas feitas pelo Centro de Medicina Preventiva de Atlanta, EUA tem utilizado o DMSO efetivamento há mais de uma década. Evidenciando a ação efetiva em diferentes tipos de condições inflamatórias como artrite reumatóide, inflamação na coluna lombar, e artrite das articulações

No entanto, o DMSO não tem ação somente na inflamação mas em outras complicações que afetam a saúde como na pele (tecido conectivo), sistema neurológico, na bacterióstase, diurese, aumento da efetividade de outras medicações, resistência à infecções, vasodilatador, no relaxamento muscular, aumento da função celular, influência sobre o  colesterol sérico, efeito radioprotetor e proteção contra lesões isquêmicas (AVC isquêmico).

Tem ação também na Esclerodermia (doença rara resultante de crescimento anormal de colágeno dentro do organismo), artrite, trauma do sistema nervoso central (diminui a pressão intracraniana no traumatismo  crânio encefálico), atua como relaxante muscular, estabiliza a pressão arterial, dor, pequenos cortes e queimaduras graves (reconstruindo tecidos lesados). Um estudo mostrou que o DMSO pode retardar a velocidade de difusão do câncer, prologar a sobrevida e potencializa os efeitos quimioterápicos.

Outro estudo feito em 1996 demonstrou a ação do DMSO sobre a resistência de antibióticos em bactérias, agindo como fator que diminui a resistência de certas bactérias.

Já foram verificadas acima de trinta propriedades farmacológicas e terapêuticas do DMSO as quais resultam da sua capacidade de interagir ou combinar com ácidos nucléicos,carboidratos, lipídeos, proteínas e muitas drogas sem alterar de forma irreversível a configuração molecular (Sojka et al. 1990).A via de administração mais eficiente se dá por via endovenosa.

Leitura Complementar:

1.    M. Walker. DMSO: nature’s healer. 1993.

2.    ADAMSON, J E., HORTON, C.E., CRAWFORD, H.H., AYERS JR., W. T. The effects of dimethyl sulfoxide on the experimental pedicle flap: a preliminary report. Plast. Reconst. Surg. v. 37, p. 105-110, 1966.

3.    GORDON, D.M., KLEBERGER, K.E. The effect of dimethyl sulfoxide (DMSO) on animal and human eyes. Arch Ophthal. v. 79, p.423-427, 1968.

4.    HAIGLER, H.J., SPRING, D.D. Comparison of the effects of dimethyl sulfoxide and morphine. Ann. N.Y. Acad. Sci. v.411, p.19-27, 1983.

Compartilhar:
error0

O que é MMS?

Por: MMS no Brasil

 MMS  esta sigla está em inglês –  Miracle Mineral Solution,

 em português é – Solução Mineral Milagrosa.

MMS é uma solução obtida por misturar o clorito de sódio a 28% com Ácido Cítrico a 50%. Depois de esperar 20 segundos para ativar o clorito de sódio, a essa mistura adicione água, vai se formar uma dissolução de dióxido de cloro  ( ClO ) que é o responsável pelo efeito  do MMS. 

Então (MMS) é uma solução de duas porções que libera pequenas quantidades, no corpo humano, do germicida mais eficaz conhecido do ser humano e no entanto este é totalmente incapaz de causar danos no corpo.

Desde 1947 que  este solvente químico é a forma usada e preferida para purificar a água nos contentores de distribuição nas cidades, descontaminar navios de cruzeiro de vírus, eliminar o anthrax dos gabinetes governamentais e remover bactérias  de alimentos facilmente perecíveis antes de os carregar e despachar em comboios e caminhões. A formulação e acondicionamento de MMS usada torna-o seguro para uso interno. As pessoas misturam em suas cozinhas e bebem com alguma água ou sumo. Pode também ser colocada em cápsulas e assim ser ingerida com um copo de água.

Não pense que esta Solução  é mais um suplemento interessante que pode ajudar alguém após ter tomado durante alguns meses.

Não é assim.

MMS freqüentemente resulta em algumas horas. Destrói o assassino numero 1 da humanidade, a malária, em 4 horas. A vitima volta ao trabalho no dia seguinte. Se os pacientes do hospital mais próximo fossem tratados com este Mineral Milagroso, mais de 50% deles regressariam para suas casas no período de uma semana.

Por incrível que possa parecer, quando usado corretamente, o sistema imunológico usa este assassino para atacar somente aqueles germes, micróbios, bactérias, vírus, parasitas e outros micro-organismos que são nocivos ao corpo. Não afeta ou prejudica as bactérias amigas, onde se incluem a flora intestinal, nem as células saudáveis.

MMS é a coisa mais pura de todas que você pode vir a tomar. Medicamentos e até nutrientes têm dezenas de combinações diferentes de químicos e de diferentes elementos. Normalmente é essa a razão de existirem os efeitos colaterais. Existem inúmeras coisas que podem resultar de um medicamento e até mesmo de um nutriente. Olhe para a formula de um medicamento. Por vezes a formula é enorme e complexa. Mas isso não acontece com MMS.

São só dois simples itens assim que dissolve na água. Consiste em dois tipos de cloro inofensivo que existe no sal de mesa e oxigênio. Existe algum sódio, antes de ser dissolvido na água, mas torna-se inofensivo por ser tão pouco.  Não existe mais nada e esta combinação resulta no exterminador  mais poderoso de elementos patogênicos que é conhecido pelo homem.

Tem sido usado em matadouros para eliminar elementos patogênicos na carne e em galinhas abatidas; tem sido usado para esterilizar pisos de hospitais e bancos e para matar elementos patogênicos em água sem eliminar bactéria amiga, há mais de 70 anos.  Agora esta mesma fórmula é usada no corpo e os resultados são os mesmos. Nenhum dano é infligido no corpo mas os elementos patogênicos são destruídos.  Na sua forma poderosa MMS é dióxido de cloro que reverte para cloreto inofensivo e oxigênio neutralizado. Não deixa nada para trás que possa se desenvolver.

Compartilhar:
error0

10 Benefícios Incríveis de Potássio e Principais Alimentos

Por: Biosom

O potássio tem uma grande importância nutricional para o nosso corpo e é fundamental para um bom funcionamento dos músculos e das células nervosas. Ele pode ser encontrado em diversos alimentos, como legumes, verduras e frutas. Manter níveis adequados desse nutriente, beneficia não só a saúde, como também ajudam a prevenir doenças.

10 Benefícios Incríveis de Potássio e Principais Alimentos

1- Controle da pressão arterial

O sódio é um agente de risco para o aumento da pressão arterial e, felizmente, o potássio equilibra o sódio no organismo e previne a pressão alta. Sendo assim, quando ingerido em quantidades adequadas, ele é um ótimo fator na hora de regular a pressão arterial. Esse é um dos principais efeitos benéficos do potássio e muitos estudos a respeito desse fato já foram realizados e continuam surgindo, ressaltando que o aumento da ingestão de potássio pode estar relacionado com a diminuição da pressão arterial e naturalmente, com a prevenção do AVC, que é o próximo item da lista.

2- Prevenção de doenças cardiovasculares

Muitos não sabem, mas o potássio tem função vasodilatadora, de modo que a prevenção de doenças cardiovasculares, é uma consequência também do item anterior a respeito do controle da pressão arterial. Porque dessa forma, além de prevenir a pressão alta, ajuda a reduzir também o risco de doenças cardiovasculares, como infarto e acidente vascular cerebral. Ou seja, cuidando da pressão sanguínea, o sistema cardiovascular pode ter suas funções melhoradas.

3- Controle do açúcar no sangue

Na falta de potássio, os níveis de açúcar no sangue, podem ser desregulados e isso pode gerar problemas de saúde, tanto se estiverem baixos demais ou altos. Como diabetes ou a piora de casos já existentes de doenças.

4- Ganho de Massa Muscular

O potássio tem um importante papel na resistência muscular, pois ele contribui para a contração e relaxamento dos músculos, ele também é indicado para evitar câimbras. Além disso, o mineral pode colaborar para o  aumento de massa muscular, já que proporciona um equilíbrio maior do cortisol, que quando presente em alta quantidade no sangue, pode causar perda dessa massa.

5- Colabora com o cálcio e a saúde óssea

O cálcio atua na manutenção e construção dos ossos, ou seja, é muito importante que ele esteja presente em quantidades adequadas no nosso organismo.

Estudos sobre a relação do potássio com a saúde óssea apontam uma associação positiva da ingestão do nutriente com a melhora na saúde óssea de pessoas de todas as idades. Apesar de ainda causar discussões entre os estudiosos em relação a isso, o  potássio pode contribuir com a presença do cálcio no corpo, já que reduz a excreção dele na urina e contribui com a sua retenção.

6- Funciona na prevenção das pedras nos rins

Quando a quantidade de cálcio na urina é elevada, ocorre o risco de desenvolver pedras nos rins. Por isso, por reduzir a excreção desse mineral na urina, o potássio é indicado para evitar problemas maiores.

7- Auxílio na perda de peso

O potássio não acelera o metabolismo de forma direta, porém, ele colabora para mantê-lo regulado, isso é ótimo para quem deseja perder peso. Além disso, o mineral evita os picos de açúcar no sangue e colabora para evitar a retenção de água pelo organismo, o que pode ajudar a desinchar o corpo.

 8- Favorecimento nas atividades física

Como o potássio pode favorecer as atividades físicas? Bom, primeiro é possível citar um ponto já mostrado na lista, que aborda o favorecimento do ganho de massa muscular e de sua resistência. Além disso, ele contribui para um bom controle hidroeletrolítico no corpo, reduzindo também a fadiga.

9- Equilíbrio da água no organismo

É importante ressaltar que o potássio atua no balanço e distribuição da água no organismo. Por causa disso, cada órgão do corpo pode funcionar de forma melhor, com a concentração ideal de água.

10- Alivia as dores

A deficiência desse potássio pode ser um agente de risco para dores, principalmente as dores de cabeça.  A banana, por exemplo, é rica em potássio e magnésio, por isso, ela pode ajudar a diminuir as câimbras e pode aliviar dores, como a dor de cabeça.

Incluir o potássio no cardápio não é difícil, pois alguns dos alimentos podem ser facilmente encontrados e inclusos na dieta diária, como por exemplo:

  • banana-nanica
  • mandioquinha cozida
  • milho
  • extrato de tomate
  • mamão papaia
  • melancia
  • abacate.

Aproveite para cuidar melhor da sua saúde e proporcionar um funcionamento melhor do seu corpo.

Lembre-se  que a dose ideal diária do potássio muda de pessoa para pessoa. É imprescindível ter noção desse fato, porque um nível muito alto ou muito baixo de potássio, pode causar problemas de saúde. Veja a seguir duas doenças causadas pelo desequilíbrio do potássio no organismo:

  • Hipercalemia: Um nível muito alto pode caracterizar essa doença, identificada por um exame de sangue e pode ou não significar problemas nos rins, nesse tipo de doença, o paciente pode ter insuficiência renal aguda ou crônica, além de outras complicações.
  • Hipocalemia: É o caso do nível muito baixo de potássio no organismo, que pode ter várias causas e os pacientes podem ter em seu quadro de sintomas fadiga, espasmos musculares, constipação ou fraqueza. Por isso, é ideal manter uma dieta equilibrada e buscar incluir os nutrientes essenciais para manter-se saudável.

II) A Seguir os 20 Alimentos Ricos em Potássio:

10 Benefícios Incríveis de Potássio e Principais Alimentos

1) Abóbora

É uma fonte de potássio que contém altos níveis de antioxidantes. Mais impressionantes são os carotenoides contidos em apenas uma porção de abóbora. Este tipo de antioxidante ajuda a prevenir e combater vários tipos de câncer, incluindo de pele, mama, pulmão e próstata.

2) Espinafres

Há uma razão pela qual o espinafre foi o escolhido do personagem Popeye. Ele é um alimento rico em potássio e ao comer espinafre você quer optar pelo orgânico. É uma boa ideia adicionar espinafres ao seu prato, pois não é apenas alto em potássio, mas também rico em ferro bem como uma variedade de outras vitaminas e minerais. O espinafre é o ingrediente padrão em um smoothie verde.

3) Batata doce

As batatas doces são um alimento rico em potássio que contém mais nutrientes do que as batatas comuns. As batatas doces também são altas em betacaroteno, vitamina C e vitamina B6.

4) Salmão

Além de potássio, o salmão contém ômega-3 cujos benefícios incluem diminuir o risco de doenças cardíacas, AVC, depressão, transtorno de déficit de atenção, hiperatividade, dor nas articulações e o eczema. Você vai querer ser exigente sobre a qualidade do salmão que está comendo, pois não são todos criados igualmente. Evite o salmão criado por fazenda, pois contém produtos químicos suficientes que tiram qualquer benefício que você tenha obtido. O salmão é mais frequentemente consumido como o principal prato de uma refeição, em forma de filé. Você pode tentar fazer seu próprio sushi usando salmão, pois isso adiciona um pouco de novidade e não é tão difícil quanto parece.

5) Damascos

As pessoas que consomem damasco tendem a ter dietas mais saudáveis ​​em geral com mais nutrientes, bem como um menor peso corporal. Com moderação, o damasco é saudável e uma ótima uma escolha de lanche rico em potássio.

6) Melaço

O melaço tem potássio e contém 293 mg de potássio por 1 colher de sopa.

7) Romã

As sementes de romã são excelentes fontes de potássio e tem a sua capacidade de reduzir os níveis de cortisol no organismo.

8) Água de coco

Se você está a procura de um alimento rico em potássio que vêm em forma líquida, a água de coco entra nesta lista. E ela já foi usada em situações de emergência como um fluido de hidratação.

9) Feijões Brancos

Não só os feijões brancos contêm uma dose significativa de potássio por porção, mas também são ricos em fibras. Consumir alimentos ricos em fibras, como feijões brancos, ajuda a diminuir o risco de diabetes.

10) Banana

A banana é bem conhecida por ser uma fonte de potássio, mas também são relativamente altas em açúcar. Bananas são recomendadas como uma fonte rápida de energia antes de um treino ou um pós-treino porque equilibra a retenção de água.

11) Abacate

Uma característica do abacate que muitas vezes é negligenciada é o quanto de potássio que ele tem. Os abacates são bastante versáteis; você pode simplesmente comê-los inteiros ou misturá-los em um smoothie. E guacamole é um excelente petisco a qualquer hora.

12) Cogumelos

Os cogumelos têm a mesma quantidade de potássio que uma banana. Os cogumelos Shiitake são maravilhosos e podem ser adicionados a qualquer entrada para aumentar o seu sabor e teor de potássio. Eles podem ser uma cobertura de pizza e se você optar por um cogumelo Portobello, pode fazer uma substituição da carne por causa de seu peso e textura.

13) Brócolis

Sempre coma brócolis orgânico fresco ou congelado e cozinhe até ficar macio, mas tente não cozinhá-lo demais. O brócolis também é uma excelente fonte de vitamina C e uma dose de 100 g de brócolis não só lhe fornecerá 9% do seu valor diário de potássio, mas também lhe dá um dia inteiro de vitamina C.

14) Beterraba

Beterraba é uma fonte rica em potássio e é um vegetal que é mais consumido durante os meses de inverno. Embora possa ser um pouco amarga, se você colocá-la em um smoothie ou uma salada lhe fornecerá mais potássio do que qualquer coisa nesta lista. Nunca compre beterraba em conserva, pois você não receberá todas as coisas boas que a beterraba fornece. Opte por beterrabas cruas e assadas no forno. Você ficará surpreso com a diferença do sabor.

15) Cantaloupe ou Melão

Aqui está uma maneira deliciosa de obter mais potássio. Esta popular fruta do verão tem muito potássio bem como outros antioxidantes. É uma fonte de potássio que é um prazer comer, graças ao seu sabor doce e suculento. Ela também lhe dará vitamina A que ajudarão seu corpo a combater o dano dos radicais livres que ocorre diariamente. Cantaloupe faz uma ótima adição a um smoothie de frutas no verão. Tente misturá-la com mel e melancia.

16) Tomates

Os tomates têm muito a oferecer e sua quantidade de potássio apenas aumenta a quantidade de razões pelas quais você deveria estar comendo. É melhor comprar tomates orgânicos, pois estes fornecerão todos os benefícios e nenhuma das desvantagens associadas aos contaminados por agrotóxicos. Certifique-se de cozinhar os tomates para liberar o máximo de licopeno possível. Os tomates podem ser adicionados a uma salada ou usá-los em sopas.

17) Espargos

Os espargos são um vegetal que fornecem bastante potássio e também combina bem com outros alimentos com alto teor de potássio. Por exemplo, você verá um pouco de aspargos com um filé de salmão e adicione uma batata doce cozida para completar a refeição. Há uma abundância de pratos que você pode fazer que inclua espargo.

18) Repolho

Sabe-se que o repolho é um alimento saudável, mas ser rico em potássio é um aspecto pouco conhecido. O repolho também é uma fonte de fibra e muitas vezes é tido como um alimento que é útil com a perda de peso, pois ajuda a regular o sistema digestivo e aumentar o metabolismo. A sopa de repolho é a melhor maneira de obter mais desse vegetal.

19) Iogurte

O iogurte é um exemplo de um produto lácteo que contém potássio. O iogurte é feito através da introdução de bactérias no leite, mas que são úteis para o corpo e podem ajudar na digestão. Ele pode ser consumido no lanche.

20) Couve

A couve tem muito potássio e é uma boa fonte de cálcio, magnésio e proteína. Existem muitos tipos diferentes de couve, então se certifique de experimentar vários tipos para que você saiba quais são os melhores.

Não há dúvida de que o potássio é uma parte absolutamente essencial de uma dieta saudável. Felizmente, essa lista de alimentos ricos em potássio irá ajudá-lo a ver que as bananas não são sua única opção quando se trata de obter sua dose diária de potássio.

 

 

Compartilhar:
error0

O Que São Minerais Quelatos? Para Que Serve?

Por: www.mundoboaforma.com.br

Frequentemente vemos em fórmulas de alguns suplementos os tais minerais quelatos. Você provavelmente deve estar curioso para saber qual a serventia dos minerais quelatos, mas antes de chegarmos a esse ponto, precisamos conhecer o que são essas substâncias.

A palavra “quelato” significa firmemente anexado ou ligado. E essa ligação geralmente acontece com um aminoácido ou outro tipo de componente orgânico, de forma que os dois não se separem uma vez que se encontrem no sistema digestivo.

Em suma, os minerais quelatos são minerais que são combinados com aminoácidos, dando origem a complexos, que podem ser apresentados como boro quelato, cálcio quelato ou cromo quelato, por exemplo

A produção dos minerais quelatos é complexa: acontece por meio de um sistema que obtém os aminoácidos das proteínas e provoca uma reação com os minerais metálicos em reatores.

 Para que serve um mineral quelato?

O processo de quelação é implementado porque acredita-se que, em alguns casos, ela seja capaz de melhorar a absorção de minerais.

 Os minerais quelatos são divulgados para comercialização como suplementos alimentares superiores a outros suplementos de minerais, sob o argumento de que eles são utilizados mais facilmente pelo corpo do que os minerais não quelatos.

Uma das vantagens dos minerais quelatos é que eles têm uma biodisponibilidade quatro vezes maior. Isso quer dizer justamente que os quelatos apresentam uma melhor absorção.

Como se sabe, os minerais são uma classe de nutrientes fundamentais para diversos aspectos da saúde do nosso organismo. Entretanto, o Ask the Scientists alertou que não é sempre que a absorção de minerais é melhorada pelo processo de quelação.

No mesmo sentido, o WebMD informou que não existem evidências para embasar esse argumento de que os minerais quelatos são utilizados com maior facilidade pelo organismo. Conforme a publicação, são pouquíssimas as informações científicas a respeito do uso dos minerais quelatos.

No entanto, mesmo com esse pouco embasamento científico, a publicação relatou que os minerais quelatos acabam sendo utilizados para o oferecimento de suporte ao crescimento normal, a estabilização do transtorno bipolar, a construção de músculos e ossos fortes e a melhoria do sistema imunológico e a saúde de maneira geral.

Além disso, outra das vantagens dos suplementos de minerais quelatos em relação aos tradicionais é a diminuição dos efeitos colaterais que eles podem provocar em alguns usuários como diarreia, prisão de ventre e problemas gástricos e intestinais.

Entretanto, as evidências em relação à efetividade da utilização dos suplementos de minerais quelatos para melhorar o sistema imunológico, como suplemento alimentar de minerais, para construir ossos e músculos fortes e para tratar outras condições são classificadas como insuficientes.

Em relação ao transtorno bipolar, existe alguma evidência inicial que sugere que alguns casos da condição podem ser estabilizados por um suplemento de mineral quelato.

Uma pesquisa com adultos com o transtorno bipolar, que satisfaça os padrões científicos geralmente aceitos, encontra-se atualmente encaminhada. Porém, ainda assim, as evidências da utilização de suplementos de minerais quelatos para a condição ainda são insuficientes.

Portanto, antes de acreditar nas promessas dos fabricantes de suplementos de minerais quelatos, adquirir um desses produtos e utilizar o suplemento no seu dia a dia para esse ou qualquer outro fim, converse com o seu médico para saber se o produto realmente pode contribuir com o seu caso.

Isso é importante para todos os casos, entretanto é especialmente necessário no caso de uma condição delicada como o transtorno bipolar. Você jamais deve deixar de seguir o tratamento indicado pelo médico que acompanha o seu caso para recorrer a um único suplemento que ainda não teve a sua eficiência comprovada para a condição.

Cuidados com os minerais quelatos 

Como não existem informações suficientes a respeito da utilização dos suplementos de minerais quelatos para mulheres que estejam grávidas ou em período de amamentação de seus bebês, recomenda-se que elas ajam com segurança e evitem o uso da substância durante esses períodos.

No mínimo, é importante que as futuras mamães e as que já estejam na fase do aleitamento consultem os seus médicos para se certificar de que a utilização dos suplementos de minerais quelatos é permitida, não fará mal a ela e ao neném e poderá ser útil de alguma maneira para a sua saúde.

Antes de comprar e começar a fazer o uso de quaisquer suplementos de minerais quelatos, também vale a pena conversar com o médico para se certificar de que o produto não pode interagir com nenhum medicamento, suplemento, planta medicinal ou produto natural que você esteja utilizando no momento.

 

 

 

 

Compartilhar:
error0